Arginina Para Musculação e Esportes?

A Arginina é um aminoácido não-essencial participando em diversas funções do organismo. Porém o corpo não produz o suficiente para quando desejamos aumentar suas funções.

Onde encontrar Arginina:

Apesar de poder facilmente ser encontrada em diversos alimentos, podem atrapalhar caso você possua uma dieta restrita, logo, a melhor maneira para obter esse aminoácido é por meio de suplementos em pó ou cápsulas.

A utilização por atletas e iniciantes no mundo fitness é comum devido a melhora do desempenho e recuperação dos músculos.

Como tomar o suplemento Arginina:

É recomendado que utilize a Arginina  duas vezes ao dia, ao acordar e após do treino. A quantidade se difere quanto a pessoa, sendo necessário consultar um médico ou nutricionista para delimitar o total. A procura por especialistas também entra em questão ao falar sobre o período para tomar, pois existe divergência, e quem pode ou não pode tomar.

Vale à pena:

O consumo da Arginina vale a pena, mas não pode se esperar resultado somente ingerindo-a, afinal, o suplemento trabalha secundariamente, junto a treino e uma boa dieta. Os benefícios são muito grandes, trazendo melhora em diversas áreas. Em síntese, caso utilize de acordo com o indicado, vale a pena utiliza-la.

Benefícios da Arginina:

A Arginina revigora e ajuda a recuperação dos músculos, assim como o cansaço, melhorando o desempenho.

Faz com que os músculos aumentem, pois melhora o fluxo do sangue em todos os músculos.

Auxilia eliminando as toxinas presentes no organismo e no fígado

Melhora a circulação do sangue, ajudando até na disfunção sexual

Aumenta a produção de células de defesa, melhorando a imunidade

Hidrata os cabelos e fortalece, produzindo a queratina.

E um dos benefícios mais importantes, melhora a cicatrização:

Para a melhora na cicatrização é recomendado que se use de 2 a 3 cápsulas ao dia, mas não ultrapasse a dose de 8 gramas/dia. Caso prefira, pode-se utilizar em forma de pomada, em cima das feridas, já que a pele absorve e fará efeito.

A arginina estimula os hormônios que aceleram a cicatrização.

Como compôs o colágeno, ajuda a construir novas células.

Melhora a pele, para ocorrer a cicatrização, diminuindo o risco de infecção e dando ação antiinflamatória.

Facilita a chegada de mais sangue com oxigênio, melhorando a nutrição das células e circulação.

Para que serve:

Os atletas, principalmente, utilizam buscando a melhora do desempenho e recuperação dos músculos, mas a Arginina pode ser utilizada até em pessoas com uma nutrição ruim.

Pessoas que não possuem uma dieta rica em proteínas podem utilizá-la para complementação.

Com uma boa dieta e Arginina é possível atingir algumas de suas funções, como a conversão do óxido nítrico, expandindo e relaxando os vasos sanguíneos.

Para pessoas com problemas cardíacos e vasculares, assim como disfunção erétil, é recomendável o uso de Arginina.

Efeitos Colaterais:

Para a maioria das pessoas não oferece efeitos colaterais a curto prazo, já a longo prazo e sendo totalmente mal administrado, pode se tornar nocivo, fazendo até o não crescimento de massa magra.

Pessoas com diabetes, mulheres grávidas ou em processo de amamentação também devem evitar, visto que pode prejudicar algumas funções, como o caso de diabéticos, pois a Arginina trabalha sobre a insulina. Indivíduos que já sofreram ataque cardíaco, sintomas de herpes, azia, gastrites e úlceras também devem ficar afastados.

Principalmente por essas razões é necessário consultar médicos e nutricionistas de sua confiança.